Como os diamantes são feitos

Diamante

Como os diamantes são feitos é uma questão que sempre temos dúvidas, porque as joias feitas com eles sempre valem muito dinheiro. Então, os diamantes são feitos de átomos de carbono alinhados em uma estrutura cristalina particular.

Na verdade, os diamantes fazem partes das estruturas alotrópicas de carbono (C). Dessa forma, aqui no Clube da Química mostramos para você como são essas estruturas químicas. Assim, queremos que você também descubra como as estrutura alotrópicas de carbono (C) são. Por isso, convidamos você a acessar os seguintes posts:

A formação do diamante na terra

Então, há cerca de 150 quilômetros sob a superfície da Terra, cujas pressões atingem vários giga-pascais e as temperaturas da ordem de 1.500 oC formam-se os diamantes. Muitos fatores estão por trás do “nascimento” dessa joia, por exemplo beleza polida e extrema dureza.

Para desvendar o processo de formação dos diamantes, uma equipe de cientistas russos e alemães analisaram uma variável o que pode influenciar na formação dos diamantes. Os pesquisadores reuniram os ingredientes iniciais necessários para fazer um diamante; ou seja, carbonato e carbonato-silicato que são semelhantes aos materiais fundidos abundantes no manto da terra.

                 Fonte: Estudos Kids

Por conseguinte, eles colocaram os pós dos compostos em um manto artificial em um equipamento especial e os submeteram a pressões de até 7,5 gigapascais e temperaturas de até 1.600 oC além de campos elétricos produzidos por um eletrodo com voltagem variando de 0,4 a 1,0 volt. Após 40 horas, os diamantes começaram a se formarem quando em um campo elétrico de cerca de 1 volt.

Além dos diamantes, no cátodo também foi formado grafite; ou seja, na parte negativa do campo elétrico.  Os diamantes sintéticos obtidos eram pequenos, com diâmetros não maiores que 200 micrômetros, mas eram surpreendentemente semelhantes aos diamantes naturais. Tanto o natural quanto o sintético têm uma forma octaédrica e pequenas quantidades de outros elementos e compostos, incluindo um conteúdo relativamente alto de nitrogênio e inclusões de silicato-carbonato, também conhecidas como “marcas de nascença” ou imperfeições do diamante.

A conclusão dos experimentos sugere que os campos elétricos locais desempenham papel central na formação do diamante no manto da Terra. Todavia, será necessário descobrir qual é a voltagem local durante o derretimento de rochas e fluidos no manto da terra.

Considerações finais

Espero que você tenha descoberto a química verde. Mas caso ainda tenha dúvida não pense duas vezes faça parte da comunidade do Clube da Química para receber nossas novidades. Assim, nos siga em nossas redes sociais no:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Fonte

LiveScience

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.