Como fazer reciclagem de lixo eletrônico

lixo eletrônico

Como fazer reciclagem de lixo eletrônicos? Não é preciso ser um leigo para saber que aquele aparelho eletrônico não durará para sempre. Então, o que acontece quando eles quebram? Bom, geralmente eles são deixados de lado sem reutilização.

Outras vezes, esses eles são reciclados. Ai, você pode perguntar, o que é reciclagem de lixo eletrônico? Quais são os processos envolvidos? Que benefícios existem? 

O que tem de perigoso no lixo eletrônico?

Em primeiro lugar, vamos definir o que seja lixo eletrônico. Bom, lixo eletrônico é aqueles aparelhos eletrônicos quebrados, obsoletos e excedentes que você normalmente tem em casa. Só para você ter uma ideia publicamos aqui no Clube da Química três posts que tratam da quantidade de lixo eletrônico descartada no meio ambiente. 

Convidamos você a descobrir nos seguintes posts essa quantidade de lixo eletrônico:

Então, depois de deixados de lado, o lixo eletrônico torna-se uma fonte de produtos químicos tóxicos e materiais perigosos.  Ou seja, quando descartados inadequadamente podemos ter a liberação de substâncias tóxicas em nosso meio ambiente.

A reciclagem de lixo eletrônico refere-se ao reprocessamento e reutilização desses resíduos eletrônicos. É um processo que busca recuperar material de lixo eletrônico. 

Quais componentes do lixo eletrônico podem ser reciclados

Então, quais componentes do lixo eletrônico pode ser reciclados. Para responder a essa pergunta vamos colocar uma lista abaixo:

  • Plástico
  • Metal
  • Vidro
  • Mercúrio
  • Placas de circuito
  • Disco rígido
  • Toner e cartuchos de tinta
  • Baterias

Quais sãos os benefícios da reciclagem de lixo eletrônico

De acordo com um relatório publicado em 2019 pela revista Environmental Science & Technology é 13 vezes mais caro extrair minerais de jazidas naturais do que recuperá-los de resíduos tecnológicos para a fabricação de novos dispositivos. A obtenção de minerais como platina, cobre e paládio não envolve apenas desenterrá-los e processá-los, mas também requer o uso de grandes quantidades de água e energia. É aí que entra o conceito de economia circular, baseado no uso de materiais provenientes de itens reciclados e menor dependência da extração de recursos virgens.

A reciclagem de aparelhos eletrônicos não apenas melhora a qualidade do meio ambiente, mas também traz outros benefícios. A União Internacional de Telecomunicações (UIT) avalia que esses itens, corretamente reciclados, podem gerar oportunidades no valor de mais de US$ 62,5 bilhões anualmente e criar milhões de novos empregos em todo o mundo. Com isso em mente, tanto essa organização quanto a ONU estabeleceram uma meta de aumentar a reciclagem global para 30% e chegar a 50% em países com legislação sobre lixo eletrônico.

O processo de reciclagem de lixo eletrônico

Primeiro Passo – Coleta

A primeira etapa do processo de reciclagem de lixo eletrônico é a coleta de produtos eletrônicos por meio de lixeiras, locais de coleta especializado. Por conseguinte, leva-se o lixo eletrônico para os recicladores de eletrônicos especializados.

A melhor prática determina que separa-se o lixo eletrônico por tipo nesta fase do processo. Bom, isso é especialmente importante para baterias. Porque esses resíduos eletrônicos são altamente tóxicos e, portanto,  requerem tratamento especial.

Etapa Dois – Armazenamento

Nessa fase do processo, armazena-se o lixo eletrônico para em segundo momento entrar no processo de reciclagem

Terceiro Passo — Separação Manual, Desmontagem, Trituração

Bom, o lixo eletrônico passa pela fase inicial de triagem manual. Assim, nessa fase retira-se diversos itens, como baterias e lâmpadas para serem destinados aos seus próprios processamentos. Além disso, nesse  estágio retira-se manualmente componentes que são materiais valiosos.

Então, tritura-se o lixo eletrônico em pequenos pedaços, o que permite a separação precisa dos materiais. Essa é uma parte fundamental do processo de reciclagem do lixo eletrônico. Em princípio, a maioria dos pedaços medem apenas alguns centímetros. Assim, eles estão prontos para serem separados mecanicamente.

Etapa Quatro – Separação Mecânica

A princípio, a separação mecânica dos diferentes materiais consiste em duas etapas principais: separação magnética e a separação da água.

Separação Magnética

Bom, passa-se um imã gigante sobre o lixo eletrônico triturado para puxar os metais ferrosos, como ferro e aço, da mistura de resíduos. Além disso, com uma corrente elétrica separam-se  os metais não ferrosos. Por conseguinte, os materiais ferrosos e não ferrosos vão para reciclagem baseada na fundição. Além disso, os outros materiais, como plástico embutido em metal e placas de circuito, também são separados nesta fase.

Separação de Água

Então, nessa separação utiliza-se a água para separar os materiais, purificando-os ainda mais para a separação de diferentes plásticos, bem como para a triagem manual de contaminantes óbvios.

Quinto Passo: Recuperação

Dessa forma, os materiais, agora separados, são preparados para venda e reaproveitamento. 

Entre para a Comunidade

Mas caso ainda tenha dúvida não pense duas vezes faça parte da comunidade do Clube da Química para receber nossas novidades. Assim, nos siga em nossas redes sociais no:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Fonte

Conserve Energy

Iberdrola

RTS

2 thoughts on “Como fazer reciclagem de lixo eletrônico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.