Conheça hoje mesmo 4 elementos essenciais para você viver

Alimentos fontes

Conheça hoje mesmo 4 elementos essenciais para você viver mostra como carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio permitem que a nossa vida exista. Então, os seres vivos tem como composição química basicamente o carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O) e nitrogênio (N). A princípio, acredita-se que são os elementos mais abundantes em sua composição química. Em principio, esses elementos formam moléculas orgânicas que desempenham papéis essenciais aos proceso biológicos. Por exemplo:

  • Carboidratos
  • Lipídios
  • Proteínas
  • Àcidos nucleicos

Carboidratos

carboidrato

Os carboidratos (ou açúcares) são substâncias químicas que têm basicamente por carbono, hidrogênio e oxigênio. Então, os carboidratos, também conhecidos como açúcares, são uma classe de compostos orgânicos que consistem em carbono, hidrogênio e oxigênio. Eles desempenham um papel fundamental como fonte de energia para os seres vivos.

A princípio, os carboidratos se classificam em três grupos principais, com base na estrutura química:

  1. Monossacarídeos: São os carboidratos mais simples e não podem ser hidrolisados em carboidratos menores. Por exemplos: monossacarídeos incluem a glicose, frutose e galactose.
  2. Dissacarídeos: São compostos por dois monossacarídeos ligados por uma ligação glicosídica. Por exemplos:  dissacarídeos que são a sacarose (glicose + frutose), lactose (glicose + galactose) e maltose (glicose + glicose).
  3. Polissacarídeos: São cadeias longas e complexas de monossacarídeos. Então, eles podem ser encontrados em formas ramificadas ou lineares. Os polissacarídeos desempenham diferentes funções nos organismos vivos, como reserva de energia e armazenamento estrutural. Por exemplo:  polissacarídeos que incluem sobretudo o amido (encontrado em plantas), glicogênio (encontrado em animais) e celulose (um componente da parede celular das plantas).

Os carboidratos desempenham diversas funções nos seres vivos. Além de serem uma importante fonte de energia, eles também desempenham papéis estruturais, como na formação de celulose das paredes celulares vegetais, e funções de reconhecimento e comunicação celular, como a presença de carboidratos na superfície das células para identificação e interações celulares.

Lipídios

alimentos ricos em lípidios

A princípio, os lipídios são substâncias químicas que têm apenas carbono, hidrogênio e oxigênio. Mas diferem dos carboidratos por sua estrutura molecular. Assim, os lipídios são uma classe diversa de substâncias orgânicas caracterizadas por serem insolúveis em água. Mas solúveis em solventes orgânicos como o álcool e o éter.

Eles desempenham uma variedade de funções nos seres vivos, incluindo o armazenamento de energia, isolamento térmico, proteção de órgãos, transporte de vitaminas lipossolúveis e formação das membranas celulares.

A princípio, existem diferentes tipos de lipídios, incluindo:

  1. Triglicerídeos: São a forma mais comum de lipídios encontrados nos seres vivos. Em princípio, existem apenas  três moléculas de ácidos graxos ligadas a uma molécula de glicerol. Os triglicerídeos são a principal forma de armazenamento de energia nos animais.
  2. Fosfolipídios: São os principais componentes das membranas celulares. Eles são substâncias químicas com uma molécula de glicerol ligada a dois ácidos graxos e a um grupo fosfato. A porção de fosfato é polar e hidrofílica, enquanto as caudas de ácidos graxos são apolares e hidrofóbicas, o que confere às membranas celulares sua estrutura de bicamada lipídica.
  3. Esteroides: São lipídios que possuem uma estrutura de quatro anéis de carbono. Os esteroides têm uma variedade de funções biológicas, incluindo a regulação hormonal, com exemplos como os hormônios esteroides sexuais (estrógeno, progesterona e testosterona) e os hormônios esteroides do córtex adrenal (cortisol e aldosterona).
  4. Lipídios de membrana: Além dos fosfolipídios, outros lipídios, como colesterol e glicolipídios, também estão presentes nas membranas celulares. O colesterol ajuda a manter a fluidez e a estabilidade da membrana, enquanto os glicolipídios estão envolvidos em funções de reconhecimento celular.

Dessa forma, os lipídios desempenham um papel crucial no isolamento térmico, protegendo órgãos vitais, além de serem importantes na absorção e transporte de vitaminas lipossolúveis, como as vitaminas A, D, E e K.

Proteínas

Proteína

Então, as proteínas são moléculas complexas que tem basicamente aminoácidos, que contêm carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio. A princípio, as proteínas são macromoléculas complexas formadas por cadeias interligadas de aminoácidos. Elas desempenham uma ampla variedade de funções essenciais nos seres vivos, sendo encontradas em todas as células e tecidos do organismo.

Assim, os aminoácidos são os blocos de construção das proteínas. Existem cerca de 20 aminoácidos diferentes que se combinam para formar várias sequências de uma proteína específica. Cada aminoácido consiste em um grupo amina (-NH2), um grupo carboxila (-COOH) e uma cadeia lateral (R), que varia entre os diferentes aminoácidos.

A estrutura primária de uma proteína é a sequência específica de aminoácidos ao longo da cadeia polipeptídica. A sequência determina a estrutura tridimensional da proteína e, consequentemente, suas funções. As proteínas classificam-se em quatro níveis de estrutura:

  1. Estrutura primária: É a sequência linear de aminoácidos na cadeia polipeptídica.
  2. Estrutura secundária: É a forma regular e repetitiva que a cadeia polipeptídica adota, geralmente em hélices alfa ou folhas beta.
  3. Estrutura terciária: É a estrutura tridimensional dobrada e enrolada que resulta da interação entre as cadeias laterais dos aminoácidos e determina a função específica da proteína.
  4. Estrutura quaternária: É a estrutura resultante da associação de várias cadeias polipeptídicas individuais, chamadas de subunidades, em uma única proteína funcional.

As proteínas desempenham uma variedade de funções biológicas. Elas podem atuar como enzimas, catalisando reações químicas vitais no organismo.

Ácidos nucleicos

DNA

Os ácidos nucleicos são moléculas essenciais para o armazenamento e transmissão da informação genética. O DNA (ácido desoxirribonucleico) e o RNA (ácido ribonucleico) são unidades químicas chamadas nucleotídeos. Essas substâncias têm os seguintes componentes:

  • Base nitrogenada (adenina, guanina, citosina, timina ou uracila)
  • Um açúcar (desoxirribose ou ribose)
  • Um grupo fosfato.

Dessa forma, essas moléculas contêm carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio e fósforo.

Além desses elementos principais, os seres vivos também contêm outros elementos em quantidades menores. Por exemplo:

  • Cálcio
  • Fósforo
  • Potássio
  • Enxofre

A princípio, esses elementos químicos desempenham papéis essenciais em processos metabólicos e estruturais. Portanto, a composição química dos seres vivos é altamente complexa e diversificada. Ou seja, refletem a variedade de funções biológicas que os organismos executam.

Considerações finais

Então, o assunto “Conheça hoje mesmo 4 elementos essenciais para você viver” foi interessante? Mas chamamos a atenção e descubra mais sobre substâncias boa para a saúde. Dessa forma, você tem que acessar mais posts sobre vitaminas aqui no Clube da Química pois é outro problema sério na produção de plantas. Acesse ai.

Mas, caso ainda tenha dúvida, não pense duas vezes junte-se a comunidade do Clube da Química para receber nossas novidades além de tirar suas dúvidas. Assim, conecte-se nas nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *