A Química detrás das novas tatuagens

tatuagem

Qual Química detrás das novas tatuagens? Então devemos dizer que as tatuagens são conhecidas há mais de 5 mil anos e que elas evoluíram com tempo, graças ao desenvolvimento da química. Antes, porém, uma curiosidade da química é que os elementos de transição tem participação efetiva nas tintas de tatuagem.

Bom, os pigmentos mais comuns de elementos de transição são:

  • Sais de
    • Cádmio (Amarelo ou vermelho).
    • Crômo ou crômio (verde)
    • Ferro (castanho, rosas e amarelo)
    • Cobalto (azul)
  • Sulfeto de mercúrio (preto)
  • carbono – carvão (preto)
  • óxido de titânio (branco)

Saiba mais sobre os pigmentos de tatuagem

Pigmentos de tatuagem

Durante muitos anos esse pigmentos eram preparados a partir de compostos inorgânicos, como os citados acimas. Infelizmente, esse pigmentos são responsáveis por muitas reações adversas e intoxicações. Dessa forma, com o passar dos anos a preocupação com as intoxicações e outras doenças ficou maior.

Novas tintas de tatuagem

As novas tintas removíveis fizeram com que as tatuagens perdessem sua característica mais marcante; ou seja, elas deixaram de ser um compromisso para toda a vida. Por outro lado, hoje em dia, apesar de ainda existirem alguns pigmentos com os tradicionais sais inorgânicos, a maioria das tintas são feitas a partir de compostos orgânicos, que são mais bem aceitos pela derme.

Em princípio, os pigmentos orgânicos utilizados nas tintas atualmente apresentam, sobretudo, grupos cromóforos (por exemplo grupo nitroso, azo, carbonil ou carbono-nitrogênio). Além disso, esses grupos são responsáveis pela coloração de compostos aromáticos, pois eles possuem insaturação. Assim, essas insaturações promovem mais facilmente a excitação dos elétrons.

Vantagens das novas tintas

As novas tintas removíveis  possuem corantes orgânicos absorvíveis e degradáveis pelo organismo. Dessa forma, o corante absorvível é envolvido numa cápsula transparente que garante a sua permanência na pele. 

Quando o dono da tatuagem quiser retirar a tatuagem bastar irradiar um laser apropriado para que a cápsula  protetora seja desfeita. Portanto, a tatuagem desaparece sem deixar marcas em questão de tempo devido a degradação da cápsula e absorção e metabolização do corante da tatuagem. Vejam o vídeo abaixo.

Fonte

A Química das Coisas

Mundo Educação

2 thoughts on “A Química detrás das novas tatuagens

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.