As moléculas em 3D

Uma das coisas mais difíceis na Química é entender a geometria da moléculas. Eu acredito que esse problema está relacionado ao nível de desenvolvimento do pensamento abstrato de nós seres humanos. Falo isso porque como Físico-Químico só comecei entender os modelos atômicos durante meu doutorado na área. 

Leia também

Uma tecnologia no ensino de isomeria

A importância da estereoquímica nos remédios

A isomeria e os remédios

Os enantiômeros que classe de composto é essa?

Achava que isso era pela minha incapacidade intelectual, mas não até então a forma que os professores ensinavam não ajudava o desenvolvimento do pensamento abstrato. Imaginar algo que no mundo micro é muito difícil, uma vez que nós nunca vimos. 

Uma das formas de mostrar o mundo micro é através de modelos como aqueles atômicos. Desde então são materiais que variam desde bolas de isotopo até bolas de tênis, arames, palitos de dentes, espetos de churrasco, até o que a imaginação ajudar. O único problema é que esse modelos ainda continuam estáticos o que não correspondem a realidade do mundo das moléculas.

Na internet é possível encontrar várias tentativas de mostrar o mundo das moléculas como elas são na verdade. Dentre minhas buscas encontrei o site da Universidade de Toulouse III (França), embora esteja na língua as simulações são bastante intuitivas. A Virtual Chemistry 3D   é uma boa ferramenta para ensinar a estereoquímica das moléculas, entre outros conteúdos relacionados com a energia envolvida.

O interesse é que o usuário pode com o mouse pegar na molécula e movimentá-la, para ver por exemplo, na parte de simetria molecular (Molecular Symmetry) é ver o plano especular. Os diversos elementos de simetria são facilmente reconhecidos.