Petróleo, história, características, usos, reservas e tipos

Petróleo

Milhões de anos atrás, algas e plantas viviam em mares rasos. Depois de morrer e afundar no fundo do mar, o material orgânico se misturou com outros sedimentos e foi enterrado. Ao longo de milhões de anos sob alta pressão e alta temperatura, os restos desses organismos se transformaram no que conhecemos hoje como combustíveis fósseis. Carvão, gás natural e petróleo são todos combustíveis fósseis que se formaram em condições semelhantes.

Hoje, o petróleo é encontrado em vastos reservatórios subterrâneos onde os mares ancestrais estavam localizados. Os reservatórios de petróleo podem ser encontrados sob a terra ou no fundo do oceano. Seu petróleo bruto é extraído com máquinas de perfuração gigantes.

Atualmente, o petróleo, uma fonte de energia não renovável, é o combustível fóssil mais utilizado. Isso acontece porque o seu refinamento origina várias frações ou misturas de compostos orgânicos com quantidades próximas de carbono, compondo seus derivados.

Quando os produtos petrolíferos, como a gasolina, são queimados para obter energia, eles liberam gases tóxicos e grandes quantidades de dióxido de carbono, um gás de efeito estufa. O carbono ajuda a regular a temperatura atmosférica da Terra, e adicionar ao equilíbrio natural pela queima de combustíveis fósseis afeta adversamente nosso clima.

Um pouco de história do petróleo

Acredita-se que o uso do petróleo esteja datado desde os primórdios da civilização. Povos do Oriente Médio, Egito, Mesopotâmia, da China já haviam tido contato com o combustível fóssil e o utilizado nas formas de betume, asfalto para pavimentação de estradas, iluminação, lubrificação, fins bélicos.

A indústria petrolífera surgiu em meados do século XIX, quando foi desenvolvido o processo de refinação do óleo na Escócia. O Azerbaidjão era, nesse período, o maior produtor de petróleo, sua produção correspondia a mais de 50% da produção mundial. No continente americano, o petróleo foi primeiramente encontrado no Canadá. No ano de 1859, iniciou-se a produção nos Estados Unidos por meio de um poço de aproximadamente 21 metros perfurado na Pensilvânia.

Em 1960, foi criada a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), composta por países que representam cerca de 25% das reservas mundiais de petróleo. O intuito da organização é de fortalecer os países produtores de petróleo perante o mercado consumidor, restringindo a oferta do óleo no mercado, bem como impulsionando os preços no mercado internacional.

Ciclo do petróleo

 

Característica física do petróleo

  • É um líquido de cor negra.
  • É bastante viscoso.
  • É menos denso que a água.
  • É insolúvel em água.
  • Apresenta uma grande quantidade de hidrocarbonetos alifáticos, alicíclicos e aromáticos.
  • Pode apresentar componentes metálicos, como níquel e vanádio.

Composição química do petróleo

O petróleo é composto em grande parte por moléculas de carbono e hidrogênio, conhecidas como hidrocarbonetos, além de outros componentes menores. A composição química do petróleo é a seguinte:

Reservas e produção de petróleo

De acordo com dados da Central Intelligence Agency (Agência Central de Inteligência), a Venezuela é o país com as maiores reservas de petróleo mundo, com 300,9 bilhões de barris. O segundo é a Arábia Saudita, com 266,5 bilhões de barris. O Brasil aparece em 15º no ranking, com 12,7 bilhões de barris da substância. Confira a lista dos países com as maiores reservas de petróleo do mundo:

Posição

País

Barris (em milhões)

Venezuela

300,9

Arábia Saudita

266,5

Canadá

169,7

Irã

158,4

Iraque

142,5

Kuwait

101,5

Emirados Árabes Unidos

97,8

Rússia

80

Líbia

48,4

10°

Nigéria

37,1

11°

Estados Unidos

36,5

12°

Cazaquistão

30

13°

China

25,6

14°

Catar

25,2

15°

Brasil

12,7

Leia também

O que são combustíveis e onde são usados

O que é crédito de carbono?

Porque devemos ter o imposto do carbono

O que o aquecimento global pode causar

A fuligem de carbono risco aumentado de câncer

Carvão, o que é, usos e o aquecimento global

 

Tipos de petróleo

O petróleo é classificado de acordo com a predominância de um determinado grupo de substâncias ou ainda em relação à região na qual ele foi explorado. Assim:

  • Petróleo Brent: produzido na região do Mar do Norte e proveniente dos sistemas de exploração petrolífera de Brent e Ninian. É o petróleo na sua forma bruta, sem passar pelo sistema de refino.
  • Petróleo Light: é o petróleo que já passou pelo processo de refino e que não apresenta, portanto, impurezas.
  • Petróleo Naftênico: apresenta grande quantidade de hidrocarbonetos naftênicos.
  • Petróleo Parafínico: apresenta grande quantidade de hidrocarbonetos parafínicos.
  • Petróleo Aromático: apresenta grande quantidade de hidrocarbonetos aromáticos.

Frações do petróleo e suas utilizações

  • Gás natural: Utilizado como combustível e na fabricação de plásticos.
  • Gás liquefeito de petróleo: utilizado como gás de cozinha.
  • Éter de petróleo: utilizado na produção de solventes que são utilizados em lavagem a seco.
  • Benzina: utilizada como solvente de substâncias orgânicas.
  • Nafta: é uma importante matéria-prima para a produção de plásticos.
  • Gasolina: combustível para motores de veículos.
  • Querosene: combustível para aviões.
  • Óleo diesel: combustível para veículos de grande porte.
  • Óleo lubrificante: lubrificação de máquinas e de motores gerais.
  • Vaselina: fabricação de produtos cosméticos e de panificação.
  • Parafina: fabricação de cosméticos.
  • Asfalto: fração utilizada na pavimentação.
  • Coque de petróleo: reveste a parte interna de fornos refratários.
Fracionamento do petróleo e aplicação
Fracionamento do petróleo e aplicação. Adaptado de Science Resources

Fonte

National Geographic

Manual da Química

Petrobras

Ecycle

Brasil Escola

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *