Nova forma de isomerismo descoberta em 50 anos

Pasteur

Nova forma de isomerismo descoberta em 50 anos é post que escrevi lembrando minhas aulas de orgânica. Pois, me lembrei  da definição de isomeria Química. Em princípio, os isômeros são aquelas substâncias com a mesma fórmula molecular; ou seja, o mesmo número de átomos de cada elemento. Mas, por outro lado, elas tem diferentes arranjos estruturais ou espaciais dos átomos dentro da molécula.

Dessa forma, no post “Breve guia de isomeria na química orgânica” você irá descobrir que existe um número tão colossal de compostos orgânicos. A princípio, são mais de 10 milhões de compostos orgânicos diferente devido ao isomerismo. Vamos alguns tipos de isomeria importantes do cotidiano da área de Química Orgânica.

A isomeria presente no nosso cotidiano

A isomeria nos remédios

Sem sombras de dúvidas a isomeria é muito importante na eficiência dos remédios. Para você entender melhor fizemos publicamos os posts “A importância da estereoquímica nos remédios”,A isomeria e os remédios” e “Eliminando os efeitos da quiralidades nos remédios“. Dessa forma, convidamos você a descobrir a isomeria nos remédios.

A nova descoberta

Depois de 170 anos que Louis Pasteur descobriu a quiralidade ao separar os cristais de ácido tartárico esquerdos e destros.  Então, depois de 50 anos descobriu-se uma forma inteiramente nova de estereoisomerismo nos complexos de porfirina-boro. Esses isômeros, baseados na inversão de ângulo de ligação impedida, poderiam produzir drogas não convencionais ou encontrar uso em computadores moleculares.

Os anos 60 foram mais uma década de isomerismo: em 1961, os químicos perceberam que podiam produzir moléculas com centros quirais de fósforo. A quiralidade centrada em nitrogênio ocorreu em 1969. Geralmente, os compostos de nitrogênio sofrem inversão piramidal, semelhante a um guarda-chuva virando de dentro para fora. Este processo é extremamente rápido, o que torna impossível separar os enantiômeros. Ao confinar o nitrogênio dentro de um heterociclo de três membros, os químicos conseguiram formar os primeiros enantiômeros da aziridina isoláveis.

Portanto, esse é a nova forma de isomerismo descoberta em 50 anos.

Então, gostou? Bom, então comente e visite nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Fonte: Chemistry Word

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.