A relação do câncer com tintura de cabelo

Pintar o cabelo com diversas cores é uma cultura que se disseminou pela sociedade moderna. Em um simples passeio em shopping ou casas de shows encontramos facilmente diversas pessoas com seus cabelos pintados. Uma prática bastante usada pelas mulheres passou também a ser comum para os homens. Há um tempo a expressão passou química no cabelo era sinônimo do uso de substâncias que causava algum tipo de problema para os seus usuários. Mas afinal de contas pintar o cabelo com tintura faz mal à sua saúde?

Leia também

Eugène Schueller e a beleza dos cabelos das mulheres

2,4-Toluenodiamina

Podemos iniciar nossa conversa afirmando que há décadas, descobriu-se que produtos antigos de tintura de cabelo continham agentes cancerígenos. No final da década de 1970, pesquisadores descobriram que vários substâncias químicas usadas em tintura de cabelo, como 2,4-toluenodiamina, aumentavam o risco de câncer em animais de laboratório. Depois da descoberta desse risco, os fabricantes removeram essas substâncias de seus produtos comercializados.

Todavia, algumas pesquisas sugerem uma possível uma ligação entre o uso de tintura de cabelo e o câncer de bexiga. Vários estudos têm demostrado que os cabeleireiros que pintam os cabelos dos seus clientes são expostos regularmente a produtos com um risco pequeno, mas bastante consistente, de ter câncer de bexiga. Esse risco é admitido pela Sociedade americana de câncer (American Cancer. Sociedade -ACS).

Algumas pesquisas investigaram também a relação entre a tintura de cabelo e o câncer de mama, bem como cânceres relacionados ao sangue, não sendo encontrado qualquer resultado que relacionava esses cânceres com o uso de tinturas de cabelos. A maioria das pesquisas não encontrou qualquer evidência o levou a Agência Internacional para Pesquisa do Câncer a desclassificar tintura de cabelo como um agente causador de câncer.

Uma outra grande preocupação da saúde em relação ao uso tintura de cabelo é com aquelas pessoas alérgicas às substâncias contidas nas tinturas de cabelo. A maioria das pessoas que apresentam reação alérgica à tintura de cabelo tem como causador a para-fenilenodiamina. Essa substância é um componente comum encontrados em muitos corantes capilares. Pessoas alérgicas a essa substância química podem apresentar coceira, vermelhidão na pele, eczema e urticária. Ao usar uma tintura de cabelo pela primeira vez ou ao mudar para uma nova marca, faça um teste primeiro. Para isso, basta passar um pouco da tintura nova atrás da orelha e aguarde por 48 horas para ver se você desenvolve uma reação alérgica.

A tintura de cabelo também pode irritar a pele se aplicada incorretamente. Aqui vão algumas dicas:

  • Ao aplicar tintura de cabelo sempre use luvas para proteger suas mãos;
  • Use somente o tempo necessário antes de lavar o cabelo com tintura, pois muitos corantes podem causar queimaduras químicas no couro cabeludo, se forem deixados por muito tempo;
  • Não pinte as sobrancelhas porque o cabelo é muito fino.

Fonte: Live Science