Roentgênio, ocorrência, descoberta, curiosidades

Roentgênio

O roentgênio é um elemento sintético radioativo sobre o qual pouco se sabe. É classificado como metal e espera-se que seja sólido à temperatura ambiente. Espera-se que o roentgênio seja um metal sólido e nobre em temperatura ambiente, com propriedades semelhantes às do ouro. No entanto, com base na diferença entre o estado fundamental e o primeiro estado excitado dos elétrons-d externos, faz pensar que o roentgênio seja prateado. Se o roentgênio for produzido em uma boa quantidade espera-se que este metal seja mais macio do que o ouro.

História do roentgênio

Existem sete isótopos conhecidos do elemento: 272, 274 e 278-282. O mais longevo é o isótopo 281, que tem meia-vida de 22,8 segundos. Em 1986, físicos do Instituto Conjunto Russo de Pesquisa Nuclear (JINR), bombardearam o bismuto com níquel na esperança de fazer o elemento 111, mas não conseguiram detectar nenhum átomo do elemento 111. Em 1994, uma equipe liderada por Peter Armbruster e Gottfred Munzenberg em o alemão Geselleschaft für Schwerionenforschung (GSI), teve sucesso quando bombardeou o bismuto com níquel e obteve poucos átomos do isótopo 272. Ele tinha meia-vida de 1,5 milissegundos.

Curiosidades do roentgênio

Se o elemento 111 tivesse sido nomeado de acordo com a nomenclatura criada por Mendeleev, seu nome seria eka-gold. No entanto, em 1979, a IUPAC recomendou que nomes sistemáticos de marcadores de posição fossem dados a elementos não verificados, portanto, até que o nome permanente fosse decidido, o elemento 111 era chamado de unununium (Uuu). Por causa de sua descoberta, um novo nome foi autorizado. O nome que escolheram foi roentgênio, em homenagem ao cientista alemão que descobriu os raios X, o físico Wilhelm Conrad Röntgen. A IUPAC aceitou o nome em 1º de novembro de 2004, quase 10 anos após a primeira síntese do elemento.

Leia também

O elemento protactínio, história, ocorrência e usos

O elemento promécio, ocorrência, aplicação e isótopos

O polônio, a radiotividade, cigarro e câncer

Propriedades, descoberta e aplicações do gás radônio

Qual família do elemento químico Rádio

 

Ocorrência do roentgênio

Como todos os outros elementos sintéticos superpesados, o roentgênio não existe na natureza, embora seja intrigante, todavia ele pode ocorrer naturalmente em pequenas quantidades como um elemento primordial. Essa afirmação se baseia na afirmação de 2006 de que dois isótopos de roentgênio (261 e 265) sendo detectados em uma amostra de ouro natural.

Isótopo de roentgênio

Roentgênio tem cerca de 13 isótopos (272Rg a 283Rg) cujas meias-vidas são conhecidas. O isótopo mais estável é 281Rg, com meia-vida de cerca de 26 segundos. Esse isótopo decai por fissão espontânea.

Aplicações do roentgênio

Apenas alguns átomos de roentgênio já foram produzidos, e eles não têm nenhuma aplicação atual fora do estudo científico.

Fonte:

Royal Society of Chemistry

Live Science

ThoughtCo

The Guardian

American Elements

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *