A participação do mercúrio nas medidas

Termômetro de mercúrio

Quando nós pensamos na participação do mercúrio (Hg) nas medidas, nos vem a cabeça que hoje em dia considera-se esse elemento muito tóxico. Mas, pelo fato de ser líquido e brilhante o mercúrio (Hg) sempre chamou a atenção do homem.

Na alquimia, o mercúrio (Hg), como nós mostramos para você no post “Mercúrio: o início de sua trajetória histórica“, era conectado à medicina e conforme mostramos no post “Mercúrio um agente no tratamento de doenças“. Além disso, utilizou-se o mercúrio como um produto de beleza, principalmente pela rainha Elizabeth, conforme mostramos no post “A maquiagem macabra de uma rainha da Inglaterra“. Então descubra nesses post sobre o único metal líquido da tabela periódica.

Com o tempo o mercúrio (Hg) descobriu-se que esse elemento é extremamente tóxico e constataram-se os casos de contaminação. Tanto é assim que ele causou muitas mortes no mundo e sua presença é motivo de preocupação. Então, porque devemos nos preocupar com o contato com o mercúrio, descubra nos post abaixo:

Mas não podemos deixar de reconhecer o papel do mercúrio principalmente com um instrumento de medida. Então, vamos lá ver a participação do mercúrio nas medidas.

Mercúrio como um instrumento de medida

Por volta de 1714, um físico, engenheiro e soprador de vidro alemão chamado Daniel Gabriel Fahrenheit estava interessado em uma série de Hg3fenômenos. Dentre os quais a ebulição dos líquidos chamou a atenção de Fahrenheit. Ele descobriu que líquidos puros ferviam a uma temperatura fixa. A partir daí ele ficou obcecado em desenvolver um dispositivo e inventou um dispositivo que constava de uma certa quantidade de mercúrio (Hg) dentro do vidro. A invenção de Fahrenheit ficou conhecida como termômetro de mercúrio (Hg). Considera-se a invenção do termômetro com um dos Hg4grandes avanços da medicina, pois permite que os médicos monitorem a temperatura de seus pacientes. Outro instrumento de medida a base de mercúrio é o barômetro usado para medir a pressão atmosférica. Em 1643 Evangelista Torricelli inventou esse instrumento  e ele funciona porque o ar aplica uma pressão sobre uma coluna de mercúrio.

Assim, calcula-se a pressão, multiplicando-se a altura da coluna de mercúrio (Hg) pela densidade do mercúrio e pela aceleração da gravidade. Jean Léonard Marie Poiseulle construiu um aparelho em U, com 20 cm, parcialmente cheio de mercúrio (Hg). Ele chamou o aparelho de hemodinamômetro, um instrumento essencialmente de laboratório mas que serviu de base Hg5para todos os aparelhos de medir a pressão arterial que se seguiram, especialmente o esfigmomanômetro de Riva-Rocci.

E aí, gostou? Bom, então comente e visite nossas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter  e

Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.